Filme: Restless/Inquietos

Filme: Restless

A perda de pessoas queridas é uma das experiências mais dolorosas que o ser humano pode enfrentar, deixa um espaço vazio em nossa rede de apoio e criamos a sensação de isolamento, que aos poucos vai se concretizando pelas nossas atitudes e das pessoas que nos são próximas que na tentativa de ajudar, acabam que se sentindo impotentes diante dessa dor, e se afastam ou nos afastamos.

Perder os pais num acidente e se tornar órfão é uma situação delicada para qualquer pessoa imagine para um adolescente. É isso que o filme Restless aborda, Enoch perdeu seus pais e vive com sua tia, que de certa forma a culpa pela morte dos pais e por não ter ido ao enterro. Um dos processos mais importantes para a elaboração do luto, é se despedir para tentar compreender  que está pessoa não mais estará ali para apoiar, conversar, rir, compartilhar…

A forma que Enoch encontrou para enfrentar essa situação foi assistir à velórios de pessoas desconhecidas. Nesse processo, conhece Annabel que apesar de ter câncer em estado terminal, tem mais vida e alegria que ele. Como era de se esperar, começam a namorar, e na tentativa de ajudar Annabel com sua morte anunciada, começa a entender suas próprias questões a respeito de sua vida, se libertando de alguns sentimentos que o impediam de viver de forma mais leve.

O filme traz temas importantes, talvez o mais importante é a morte sendo apresentada como algo que faz parte da vida, natural, os personagens não são chorosos ou melancólicos, dando leveza e harmonia ao filme.

Essa resenha pode ser escrita por várias mãos, deixe seu comentário sobre o filme.

2 Comments

    1. Sim, Marcos é uma explosão de sentimentos que não damos conta e cada pessoa que passa por isso precisa de um tempo, um espaço, para que possa elaborar essa perda, existe um processo que precisamos passar que ajuda nessa elaboração, um deles é a despedida do ente querido, essa passagem é citada no filme de forma sutil, outros aspectos como não conseguir lidar com a morte eminente também é um fator citado no filme, a mãe se torna alcoólatra por não suportar a doença da filha, eu particularmente gosto deste tema e do filme. Abç.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s