A humanidade precisa que sejamos mais empáticos.

images

Vamos falar sobre a EMPATIA e o quanto ela é importante em nosso dia a dia, o poder que ela exerce para estabelecer a harmonia entre as pessoas, para a resolução de conflitos e também para evitá-los.

Empatia é a capacidade de se colocar no lugar do outro, conectar-se com a emoção que o outro está experimentando, permanecendo em seu lugar  sem julgamentos. A palavra empatia se originou da fusão de duas palavras gregas, in (para dentro) + pathos (sentimento).

É a mais complexa capacidade que uma pessoa pode desenvolver durante a vida, pois consiste em fazer uma viagem para fora de si na tentativa de enxergar as situações da vida de uma outra pessoa sob o ponto de vista dela, buscando a imparcialidade.

Quem tem empatia faz para os outros aquilo que gostariam que lhe fizessem, como se passasse pela mesma situação, não maltrata ninguém, prefere que os outros se sintam bem, porque assim também se sentirá bem.

Empatia não é sinônimo de simpatia. Simpatia significa repartir sentimentos, interesses e lealdades em comuns. Tambem não podemos confundir empatia com identificação, quando me identifico com alguém quero ser como ele, pensar como ele, sentir e agir como ele,  a custa do meu próprio eu. (Benjamim, A. 2011)

A empatia tem a função de melhorar os relacionamentos, quantas vezes não presenciamos uma discussão na qual nenhuma das partes demonstra a intenção de ver as coisas do ponto de vista do outro?  Ou quando os pais não percebem a dor emocional de seus filhos? Ou quando um amigo não percebe que te magoou? Ou quando a esposa não percebe o cansaço e apatia de seu companheiro? Acho que vemos isso o tempo todo, nas várias situações de nosso dia. Treinar a empatia é uma necessidade de extrema urgência, estamos perdendo o contato com o sentimentos das outras pessoas.

A empatia está ligada a inteligência emocional, portanto pode ser desenvolvida.

As vezes é preciso sentir dor para nos transformamos em pessoas empáticas, como por exemplo uma pessoa que sofreu um acidente, ela consegue se colocar no lugar de outra pessoa que tenha sofrido o mesmo tipo de acidente.  Existe outra forma de desenvolver a empatia que não seja através da dor, segundo Laura Huzley (psicóloga, escritora) que introduziu técnicas de como se tornar uma pessoa mais empática diz que é necessário, após você vivenciar uma briga ou uma discussão, parar num lugar calmo, tranquilo, sozinho e relembrar aquele momento, desta vez tente imaginar você sendo a outra pessoa da história, pense em como ela sentiu aquela situação. Se fizermos isso de forma rotineira nossa capacidade empática tende a aumentar, e a humanidade precisa que sejamos mais empáticos. Através do ato de perceber o sentimento da outra pessoa, muitas confusões, brigas e ressentimentos poderiam serem evitados.

O video abaixo, mostra como nosso empatia pode ser treinada, através do contato com o outro.

3 Comments

  1. Sempre me coloco no lugar do outro mas nós meus 76 anos vi muito poucas pessoas fazerem isto sempre as interpretações são meio de incompreensões ainda hoje me choco com isto! que bom que estão apontando esta empatia genuína em palavras para os que querem melhorar neste momento de tantos incompreensões uns com os outros!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s